Conotações malignas

Uma dica interessante vinda de uma discussão na Elfling. Dia 6 de junho, C.L.H. Harding enviou uma mensagem perguntando qual seria a melhor forma de traduzir “Os Desapropriados”, um título para a Casa de Fëanor, para a língua mãe deles, o Quenya. Suas traduções seriam Úharyana e Alaharya.

No centro dessa questão estão dois prefixos: tanto ú- e al(a)- têm função negativa. Como escolher entre um e outro?

Uma dica do Helge Fauskanger: “O prefixo ú- expressa mais do que mera negação, ele muitas vezes tem uma conotação maligna.” Com base nisso, ele sugere Úharyalar.

Eu sugiro a leitura das outras mensagens daquela discussão àqueles que gostariam de mais informações. Você pode encontrá-las neste link.

Deixe uma resposta