Formas variantes em -n no Quenya

Uma interessante na Elfling: Palavras que terminam em vogais podem elidir a mesma, se a próxima palavra iniciar em uma vogal. Contudo, isso não pode ser feito se a palavra a receber a elisão for monossilábica, caso contrário sobraria apenas uma consoante flutuando no ar.

Será que Tolkien deixou essa questão desse jeito mesmo? Não é o que acha o vigilante Thorsten Renk, que lista os seguintes exemplos na mensagem 33950:

  • sî maller 'now roads' (LR:47)
  • sin atalante 'now #the fallen' (LR:47)
  • si maller 'now roads' (LR:56)
  • sín Andóre 'now (is) Land of Gift' (SD:247)
  • sín atalante 'now (is) the Downfallen' (SD:47)
  • sî maller 'now roads' (SD:310)
  • sîn atalante 'now (is) #the fallen' (SD:310)

"Com uma consistência notável, um -n final aparece sempre que a próxima palavra inicia em uma vogal", diz Thorsten. "De fato, LR:385 lista as variantes sí, sin 'agora'." Thorsten nota também que é possível que isto tenha sido testado por Tolkien e que talvez essa seja a explicação por trás da frase Utúlie'n Aurë! n'O Silmarillion. Mesmo assim, ele nota que em Namárië i eleni é utilizado, e não **in eleni, o que provavelmente invalida o uso de *in como artigo antes de palavras iniciadas em vogais.

Roman Rausch na mensagem 33951 adiciona os exemplos ya(n) menelde "como no céu", yan emme "como nós" (VT43:10).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.