Pratiquem seu Tengwar, crianças!

Recebi um pedido para transcrever para Tengwar o poema “Nem tudo que é ouro fulgura”, feito pelo Bilbo para o Aragorn n’O Senhor dos Anéis. Eu fiz a mão. Por quê?

Deixe-me dizer de forma clara e concisa: Eu prefiro furar meus olhos com agulhas de crochê a escrever com as fontes élficas em qualquer língua. Quenya, Sindarin, Fala Negra, inglês, português… Qualquer uma. Se eu não posso fazer a transcrição com o Online Tengwar Transcriber, eu desanimo. É muita mão de obra.

Para que eu me dê ao trabalho de transcrever no Photoshop alguma coisa no Modo Tengwar Português, a tua história tem de ser triste. Muito triste. Daquelas que eu não poderia ignorar, porque seria igual a chutar um filhote de gatinho longe. Tá, se tu for a Cammy ou a Mulher Maravilha eu também faço — não sou de ferro. Mas, sério, alguma conjunção astrológica precisa acontecer para que eu faça isso daqui pra frente.

Um lugar de santos gente que tem mais paciência do que eu é o fórum Tengwar & Outros Alfabetos Tolkienianos, na Valinor. Lá tem gente que tem desenvoltura suficiente para auxiliar qualquer um que queira uma transcrição pronta em português, para copiar e colar e levar ao tatuador. Se pedir para mim, será a mão, para satisfazer a sua curiosidade. Inglês, Quenya e Sindarin eu faço tranquilamente, mas português? Esquece.

Para quem quer ver meus garranchos élficos:

Nem tudo que é ouro fulgura
Nem todo estudante de Quenya é vadio

4 comentários sobre “Pratiquem seu Tengwar, crianças!

  1. Muito bonito, Rodrigo! Apesar de você chamar de garranchos. Que tipo de caneta você usou? E por que você diz que não gosta de escrever português com as tengwar? O modo de transcrição é aquele que já saiu por aí, do grupo Lambedili?

    1. Oi Pedro,

      A caneta foi um conjunto básico pra quem tá aprendendo caligrafia da Schaeffer. Dá pra se dizer que é “bem vagabundo”, porque as penas falham muito e a tinta é a base d’água.

      O modo de transcrição que eu uso é o MTP 5, que está disponível na Valinor. Eu não gosto de escrever em português com as Tengwar porque a nasalização que nós temos no português é tão grande que, se os elfos tivessem esse nível de nasalização, eles teriam criado símbolos mais adequados para lidar com isso do que os que nós somos forçados a usar. De forma geral, eu simplesmente não acho o português uma língua que fique bem em tengwar, independente da situação.

      Por fim, transcrever no MTP 5 não é um processo automatizado e, como resultado das limitações das fontes, eu acho que a tipografia fica esteticamente horrível.

  2. Cara parabéns, a sua escrita é linda, sério mesmo. Onde vc acha que eu posso encontrar essa caneta especial e essa tinta ? em que tipo de loja mas ou menos ? e outra coisa, eu ainda não sei nada sobre pronuncia elfica e escrita muito pouco, só sei decorado o tengwar, será que não tem como eu aprender um pouco mais pela internet sem precisar baixar nenhum programa ? ví tbm que tem alguns símbolos na sua “frase” que eu não tinha visto antes, nem se quer onde eu ví os simbolos do tengwar que eu decorei… me ajuda ae ç.ç kkkk admiro mto teu trabalho aqui no site parabéns 😉

    1. A caneta e a tinta não tem nada de especial. De fato, elas são as mais “vagabundas” possíveis para esse tipo de trabalho: é um conjunto de iniciante para caligrafia da Scheaffer. Ela me custou 60 reais, 4 anos atrás. A tinta vem junto no conjunto, mas cada refil é uns 5 reais. Não é um investimento tão grande, considerando os resultados que ela gera e o quanto você aprende com elas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.