Arquivo da tag: Mythopoeic Awards

Notícias do dia 7/8/2007

Notícias sobre as línguas élficas ou assuntos relacionados no dia 7/8/2007:

  • O blog do estudioso tolkieniano Michael Martinez (Tolkien Studies) foi atualizado falando sobre a MERPCon III, evento patrocinado pela MERP.com tratando sobre o RPG tolkieniano. Você pode ouvir o Martinez falando durante o evento neste arquivo de audio.
  • A maior parte do post do Martinez foi sobre o lançamento de uma publicação voltada a esse assunto: Other Minds. Segundo os editores, a intenção não é rivalizar com o fanzine Halls of Fire, mas sim abranger áreas que o este não cobre: épocas que não a da Guerra do Anel, sistemas que não seja o CODA. A primeira edição traz um espetacular set de mapas para uso em campanhas, feito por um grupo de cartógrafos liderados por Thomas Morwinsky.
  • O clima ficou tenso desde que o norueguês Helge Fauskanger lançou (na E:34259) a revisão preliminar das listas de palavras em Quenya na Ardalambion. O alemão Thorsten Renk (Parma Tyelpelassiva, Curso de Sindarin) discordou de uma forma um tanto ríspida em E:34264 da posição do Helge relativo à confiabilidade que a nova tabela de pronomes pode trazer para o cenário do neo-élfico. Houve mais um par de mensagens, E:34281 e E:34283. Segundo Thorsten, não há um problema de falta de informação sobre os pronomes do Quenya, mas sim uma sobrecarga de informação conflitante. Ele menciona a desinência -t, que reconhecíamos como a versão curta da 3ª pessoa do plural — agora sabemos que Tolkien imaginou nessa tabela que -t é o dual da 3ªp.pl. (ver tabela de 1968), e isso conflita com a tradução do Pai Nosso em VT43. Diz Thorsten: "Siv' emme apsenet agora significaria 'como nós dois (exclusivo) perdoaríamos eles dois' - então pecados e pecadores vêm em pares."
  • Neste meio tempo, Thorsten atualizou alguns artigos no Parma Tyelpelassiva: O Sistema Pronominal do Quenya, contendo informções cronológicas sobre o desenvolvimento externo, desde o Qenya de 1917; O Pretérito do Quenya, igualmente cronológico e contendo informações novas do VT49; e um artigo original sobre o Modo Sindarin com tehtar das tengwar, seguindo o mesmo estilo dos artigos sobre línguas. Ele promete lançar em breve artigos sobre o verbo ser/estar e numerais em Quenya.
  • The J.R.R. Tolkien Companion and Guide (de Wayne Hammond e Christina Scull) ganhou o Mythopoeic Awards na categoria "Mythopoeic Scolarship Award in Inklings Studies". Se eu fosse obrigado a fazer uma aposta quando noticiei a lista de indicados há dois meses atrás, seria essa. Venho lendo os livros deles nesse último mês e posso dizer que o nível de detalhismo deles é espetacular. No Chronology eles encontraram até as datas onde Tolkien jogou rugby pela escola.

Mythopoeic Awards 2007

A Mythopoeic Society divulgou no dia 9 de junho (último sábado) os finalistas do Mythopoeic Awards, a premiação anual da sociedade. No Mythopoeic Scholarship Award in Inklings Studies, prêmio para trabalhos acadêmicos sobre os Inklings (Tolkien, Lewis, Williams, etc.), todos os finalistas escreveram livros baseados nas obras de Tolkien:

  1. “Perilous Realms: Celtic And Norse in Tolkien's Middle-earth” (Marjorie Burns)
  2. “Interrupted Music: The Making Of Tolkien's Mythology” (Verlyn Flieger)
  3. “The Ring of Words: Tolkien and the Oxford English Dictionary” (Peter Gilliver, Jeremy Marshall, Edmund Weiner)
  4. “J.R.R. Tolkien Companion and Guide (Two Volume Box Set)” (Christina Scull, Wayne G. Hammond)

Os vencedores desta e outras categorias serão anunciados na Mythcon XXXVIII, que acontecerá entre 3 e 6 de agosto de 2007, em Berkeley, Califórnia.

Fonte: Mythopoeic Society via Ayia Iluvatar (sic).