Vinyar Tengwar 49: “então/portanto”, “chegar”, “matar”, e uma alternativa ao caso instrumental

Continuando a série de novidades trazidas pelo Vinyar Tengwar 49, na página 18 Patrick Wynne interpreta a palavra sin da frase Sin Quente Quendingoldo Elendilenna como o inglês thus, que em português poderia ser “então, portanto”.

Agora temos um verbo “chegar”: é †tenya-, sendo o pretérito tennë, na página 23 24. Segundo o Helge Fauskanger, da Ardalambion, este deve ser o primeiro exemplo de um pretérito de verbo primário em -n.

Na página 24 encontramos a frase nahtana ló Túrin “morto por Túrin”. Duas coisas interessantes:

  1. Nahta- é o verbo “matar”, no inglês to slay. O Helge se pergunta se Morinehtardarkness-slayer” em PM:384-85 é na verdade MorinAhtar;
  2. parece ser “uma partícula introduzindo o agente em uma construção passiva”, segundo Helge. Talvez possa substituir o caso instrumental, ele diz.

Deixe uma resposta